sexta-feira, 11 de abril de 2008

Clarice Lispector

"Não é que vivo em eterna mutação,
com novas adaptações a meu renovado viver
e nunca chego ao fim de cada um dos modos de existir.
Vivo de esboços não acabados e vacilantes.
Mas equilibro-me como posso,
entre
mim e eu,
entre
mim e os homens,
entre
mim e o Deus."

Um comentário:

Fabiana disse...

Sei que gosta da Clarice e entendo perfeitamente porque.
Mas essa citação dela parece que é vc falando de vc mesma, mesmo! hahaha. Sua cara.
Se não conhecesse e não fosse uma linguagem tão "lispector" de ser, desconfiaria.
Adorei seu blog.